O que é o

 

ceGSI - Clube Europeu para a Governança dos Sistemas de Informação

ceGSI   – Club Européen pour la Gouvernance des Systèmes d’Information

ISGec – Information Systems Governance European Club

 

 

 

1.      O ceGSI - Clube Europeu para a Governança dos Sistemas de Informação  / ISGec - Information Systems Governance European Club / ceGSI - Club Européen pour la Gouvernance des Systèmes d’Information é um Clube Privado, criado em 23 de Outubro de 2008, (Paris, Genebra, Bruxelas, Madrid, Porto,  ...) que reúne profissionais Europeus do Top Management das Organizações, com responsabilidades no domínio da Governança dos Sistemas de Informação e também Professores Universitários de diversos Países Europeus.

O ceGSI / ISGec tem como objectivos a elevação qualitativa das questões inerentes à Gestão dos Sistemas de Informação, bem como a elaboração de documentos/propostas (anuais) de Boas Práticas de Governança dos Sistemas de Informação e a sua divulgação pública em cada País Europeu, junto dos mais altos responsáveis pela Gestão das Organizações.

Durante os anos de 2009, 2010, 2011, 2012 e 2013 foram apresentados e divulgados, em diversos Países Europeus, o Manifesto Europeu para a Governança dos Sistemas de Informação/Information Systems Governance European Manifest (documento ISGec 2009), e Governança dos Sistemas de Informação – Porquê ? / Why Corporations are asking for na Information Systems Governance ? (documento ISGec 2010), A importância da abordagem pelos Sistemas de Informação nas Organizações/The Information Systems approach relevance for the Organizations (documento ISGec 2011), Les Concepts de Base des Systèmes d’Information (documento ISGec 2012) eLa Gouvernance des Projets des Systèmes d’Information (documento ISGec 2013), cuja divulgação se continuará a fazer em todos os Países aderentes ao Clube.

 

2.    MISSÃO

A Missão do Clube é, fundamentalmente, promover as Boas Práticas da Governança dos Sistemas de Informação e fazer cumprir os Objectivos e as Estratégias delineadas e constantes na acta da reunião da fundação do ISGec/ceGSI, em Paris, dia 23 Outubro de 2008.

      

3.    OBJECTIVOS

 Pretende-se com a actividade do ISGec/ceGSI

 a) Explicitar o conteúdo e clarificar o perímetro e as noções associadas à Governança dos Sistemas de Informação, entendendo-se a Governança dos Sistemas de Informação como a concepção e a realização de actividades especializadas, relativas à tomada de decisões Políticas e Estratégicas sobre os Sistemas de Informação e da sua compatibilização com a Governança das Organizações (Corporate Governance). 

       Assim, a Governança dos Sistemas de Informação compreenderá:

 - a eleição e a explicitação dos objectivos a concretizar com os investimentos em Sistemas de Informação (SI);

 - a definição do modelo de Organização dos SI e da sua  inserção na Macro Estrutura da Instituição;

 - a caracterização do modelo e práticas da Gestão dos SI, nomeadamente, o Urbanismo, a Arquitectura e o Planeamento dos SI, a aquisição e a implementação das soluções de SI, a forma de organização, o modo de exploração dos SI e o controlo das performances dos SI.

 b) É, também, objectivo do ISGec/ceGSI, elaborar os conceitos fundamentais da Governança dos Sistemas de Informação, e

 c)    Ainda, construir/conceber modelos para a implementação da Governança dos Sistemas de Informação, e

 d) Também, sensibilizar o Top Management das Organizações para a importância e criticidade da Governança dos Sistemas de Informação, no contexto Competitividade e da Sustentabilidade das profit and non profit Organizations.

 e)   Finalmente, dignificar os profissionais responsáveis pela Gestão dos Sistemas de Informação.

  4.    ESTRATÉGIA / PLANO DE ACÇÕES A DESENVOLVER

Em conformidade com as decisões tomadas na reunião fundadora do ISGec/ceISG (que teve lugar em Paris, em 23 de Outubro de 2008) e na 5ª reunião do Board Internacional (Bruxelas, 1 de Abril de 2011), foram desenvolvidas algumas das seguintes acções em 2009-2014:

 a)   Criar uma base de dados europeia de especialistas da Governança dos Sistemas de Informação.

 b)   Difundir, pelos Membros, Profissionais e Universitários, os documentos de reflexão elaborados pelo ISGec.

 c)    Organizar, anualmente, pelo menos, uma Conferência Internacional.

 d)   Solicitar o apoio e a divulgação dos documentos emitidos pelo ISGec/ceGSI, por parte das Universidades Europeias.

 e)    Durante 2009/2013 foram apresentados e divulgados nos diversos Países Europeus os documentos elaborados e emitidos pelo ISGec (Manifesto Europeu para a Governança dos Sistemas de Informação (2009), Why the Corporations are asking for an INFORMATION SYSTEMS GOVERNANCE ? (2010),L’importance de l’approche par les Systèmes d’Information dans la Governance des Organizations(2011), Les concepts de base de la Governance des Systèmes d’Information (2012), La Gouvernance des projets des Systèmes d’Information(2013).

 Os documentos têm como objectivos:

 §  Posicionar a Governança dos Sistemas de Informação ao mais alto nível da Gestão das Organizações

§  Denunciar os equívocos e os mal-entendidos, no que respeita à Governança dos Sistemas de Informação, que existem na Sociedade e junto dos profissionais das tecnologias de Informação.

§  Fazer a separação entre os interesses, as mensagens de marketing e as teses de fornecedores de tecnologias da Informação e os poderes/deveres do Top Management das Organizações.

§  Facilitar a integração entre as comunidades internas e externas das Organizações, no contexto dos Sistemas de Informação.

§  Ter em conta a exigência de urbanização dos Sistemas de Informação.

§  Os documentos devem ser intemporais.

§  Em Portugal, o Manifesto Europeu para a Governança dos Sistemas de Informação (documento nº 1 do ISGec - 2009), foi apresentado em Conferência Internacional, realizada no INA, em 8 de Julho de 2009, e o documento Governança dos Sistemas de Informação – Porquê ? (documento nº 2 do ISGec – 2010), foi apresentado em Conferência Internacional, realizada no INA, em 7 de Julho de 2010.

Em ambas as apresentações estiveram presentes 80 profissionais do Top Management de empresas privadas e da Administração Pública.      

 

f)    Criar um Grupo de Trabalho (G1) que elabore o 6º documento “de orientação”, previsto para Julho de 2014, sobre “As performances dos Sistemas de Informação” (documento nº 6 do ISGec – 2014)

   g)   Criar um site na Internet para o Clube (já disponível).

 h)   Definir e implementar o Plano de Acções para o Clube (2009-2014).

 i)     Escolher Delegados para os outros Países Europeus: Holanda, Inglaterra e Polónia.

 j)     Elaborar um anuário de todos os sócios do Clube (com uma ficha de identificação pessoal e profissional).

 

 

5.  CLUBE EUROPEU PARA A GOVERNANÇA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DELEGAÇÃO PORTUGAL - MEMBROS

 

De acordo com a decisão do Board Internacional do ISGec, o Clube passou a ter três tipos de Membros:

  - Sócio Efectivo * (validado pelo Board Europeu do ISGec - a presença do Sócio em, pelo menos, uma reunião do Board);

- Sócio Nacional;

- Associado (Professor Universitário ou Director de SI que ainda não ocupa lugares de Administração na Organização).

A admissão no ISGec é feita por Convite e mediante proposta de 2 ou mais Membros.

 

Constituem Membros da Delegação Portuguesa:

 

SÓCIOS

- Anabela Pedroso

- Afonso Silva

- Almiro de Oliveira* – Vice Presidente e Fundador do ISGec / ceGSI ; Presidente do ceGSI - Portugal

- António Serrano*

- Carlos Brazão

- Carlos Costa

- Carlos Zorrinho

- Eduardo Pinto*

- Eduardo Vera-Cruz

- Emílio Rui Vilar

- Eugénio Baptista

- Francisco Murteira Nabo

- João Ferreira do Amaral

- Jorge Jordão

- José Alberto Loureiro dos Santos

- José Cordeiro Gomes

- José Torres Sobral

- Luís Meneses

- Luís Nazaré

- Luís Pinto

- Luís Sequeira*

- Maria Manuel Leitão Marques

- Mário Caldeira

- Orlando Fernandes

- Paulo Luz*

- Pedro Anunciação

- Raul Mascarenhas

- Rogério Carapuça

- Rogério Henriques

- Rui Afonso Lucas*

 

ASSOCIADOS

Alberto Novo Vieira - Viaporto

José Gouveia – Continental

Ana Paula Marques – PMO

José Luis Reis – CVRVV

António Andrade – UCP

José Nascimento – U. Minho

António Brandão – MP

José Rascão – IPS

Carlos Alves - Sogrape

Luís Manuel Borges Gouveia – UFP

Carlos Cardoso da Silva – Escola Naval

Luís Marinho Dias - APDL

Carlos Palito – PT-SI

Luis Matos – ARS - N

Cristina Pires - FCG

Marina Pereira - INA

Emanuel Loureiro – Lactogal

Miguel Sousa – Unicer

Eugénio Paupério - Cimpor

Nuno Biltes – CCDR- n

Fernando Gonçalves – Cafés Delta

Nuno Guedes – Casa da Música

Fernando Marques - Axa

Paulo Balau – Soares da Costa

Graça Namora - IGFIJ

Pedro Andrade – IGFCSS

João Feijão – Mota Engil

Ruben Azevedo – Interbolsa

João Pedro Silva - Unitel

Rui Rodrigues - Bial

Joaquim Godinho – U Évora

Stephen Hemsworth – Sorgal

                  José Augusto Fragoso – Anacom                                           Vitor Martins - CMP

 

Aller au haut